sexta-feira, 7 de junho de 2013

 

FALTAM 5:

Carvalho diz que libertação de corintianos foi resultado do diálogo e da diplomacia

Para o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, o governo brasileiro fez “esforços reais” para a libertação de sete torcedores do Corinthians, presos na Bolívia há quase quatro meses devido às acusações de envolvimento na morte de um estudante boliviano, de 14 anos. Palmeirense, Carvalho disse nesta sexta-feira (7/6) que a libertação dos brasileiro é uma vitória da diplomacia e do diálogo.
 
“Embora palmeirense, fiquei sabendo com muita alegria. Esperamos que em breve os demais também possam voltar aos seus lares. O governo brasileiro fez esforços reais, tanto de assistência aos presos lá, quanto na diplomacia e no diálogo com a Justiça para que essa situação chegasse a um termo”, disse o ministro.
 
Em decorrência das diferenças na legislação penal do Brasil e da Bolívia, a negociação para a libertação dos brasileiros foi um “diálogo difícil”, segundo Carvalho. “Houve um diálogo que naturalmente foi difícil ao longo desse tempo, porque se trata de outro país, uma legislação própria que a gente tem que respeitar”, ponderou.
 
No final da tarde desta quinta-feira (6/6), foram libertados sete dos 12 torcedores que estavam presos em Oruro, na Bolívia – acusados de envolvimento na morte do estudante Kevin Espada, de 14 anos, em fevereiro. Os torcedores corintianos estavam presos desde 20 de fevereiro.
 
Em nota, o Ministério das Relações Exteriores disse que a libertação dos sete torcedores foi definida pela Justiça da Bolívia por “falta de provas”. O texto lembrou que a presidenta Dilma Rousseff tratou do assunto com o presidente boliviano, Evo Morales, e que os ministros das Relações Exteriores também buscaram um acordo sobre o tema.
 
“Ao longo do processo, foram prestados pelo governo e outras instâncias competentes do Brasil todos os esclarecimentos necessários para a melhor compreensão das circunstâncias da trágica ocorrência que vitimou um jovem cidadão boliviano”, diz ainda o texto.
 
A Embaixada do Brasil na Bolívia tomou providências para transportar os brasileiros de Oruro para La Paz. De acordo com o Itamaraty, o governo brasileiro presta assistência aos cinco torcedores que permanecem detidos. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse ontem que o governo brasileiro vai manter o diálogo para que as autoridades da Bolívia libertem os cinco que ainda estão presos.
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espaço acadêmico - afirme seu posicionamento!

Quem sou eu

Minha foto
são paulo, são paulo, Brazil
profissional crítico do Direito...que concilia a racionalidade com as emoções..ou pelo menos tenta....avesso à perfídia...e ao comodismo que cerca os incautos... em tempo: CORINTHIANO!!

Seguidores

Arquivo do blog

Páginas